ATALHOS
Introdução
Aúdio
E-mails e fone
Links
Pesquisas
Postagens
Enquete
Videos
Quem sou eu
Onde eu reuno
Seu recado aqui
O que cremos
Que igreja é essa?
Jesus Cristo
Louvar a homens?
Evangelhos Pirata

Você sabe para onde está indo?

Você sabe para onde está indo?
Você sabe o que fazer?

Quem pode responder minhas perguntas?

Por que nasci? De onde venho? Para onde vou? Que faço aqui? Por que o mal, o sofrimento e a morte existem?
Que respostas vou dar a estas e a muitas outras perguntas? Não consigo esquecê-las e apenas viver como um animal vive. Procuro, mas não encontro. A filosofia e a religião tentam me ajudar, porém cada uma de suas respostas me faz tropeçar em uma nova pergunta. Nasci por acaso, vivo por necessidade, logo e inevitavelmente desaparecerei. Poderia não ter nascido. Poderia não estar vivendo. Mas não posso deixar de morrer. Estou aqui e não entendo nada. É desesperador!
A não ser que... animo-me a ler um livro que reivindica, há muitos séculos, demonstrar a existência de um Criador, e me convenço de que Ele tem algo a me falar. Isso é interessante. Segundo ouvi dizer, esse livro dá respostas satisfatórias a todos os que se atrevem a abri-lo. Então, por que não ler o tal livro?
Decidi começar a ler a Bíblia. E ainda a leio. Cada dia descubro nela alguma coisa a mais sobre o meu Criador e Deus. Um Deus Grande, Justo, Santo e transbordante de amor, que me conhece e me revela o que realmente é a vida. Sim, a verdadeira vida consiste em conhecê-Lo, o “único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo”, a quem Ele enviou “para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 17 : 3 e 3 : 16)


Fonte: Boa Semente, Devocional 2007



"Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. E nós temos crido e conhecido que tu és o Cristo, o Filho do Deus vivente." (João 6 : 68,69) --> Posicione o mouse nos textos para parar ou desacelerar




--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

1 de jan de 2010

A natureza do homem depois de pecar



"E havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida." (Gênesis 3 : 24) (Gênesis 2 : 7)

Deus após ter feito o homem, deu uma ordem à ele, que não comesse do fruto da árvore da ciência do bem e do mal, se comesse ele morreria "E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás." (Gênesis 2 : 16,17), então satanás incorporou em uma serpente e enganou a Eva para que ela comesse do fruto, e infelizmente comeu e deu também a seu marido; "ORA, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim? E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais. Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela."(Gênesis 3 : 1,6), neste momento o pecado passou a fazer parte da vida de Adão e Eva, pois uma das características do pecado é desobediência para com Deus. Vemos uma nítida prova disto porque depois de comerem do fruto eles viram que estavam nus e se envergonharam; "Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais".(Gênesis 3 : 6), a santidade do homem foi aniquilada pelo pecado e também a comunhão com Deus, pois também no momento em que eles comeram do fruto Deus deixou de ter comunhão com eles, Deus se desligou espiritualmente dos espíritos dos dois, houve uma separação de Deus com o homem, ou seja, a morte espiritual (desligamento), pois, Deus não podia mais ter contato com o homem porque Ele é Santo e agora o homem deixou de ser santo e passou a ser imundo pecador "Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades como um vento nos arrebatam." (Isaías 64 : 6), Deus de forma alguma pode ter contato com o pecado.
Como Deus avisou que se eles comessem do fruto proibido a consequência seria morte, o fato ocorreu, no momento da desobediência houve a morte do espírito (separado de Deus) e a morte passou aos outros dois itens do homem. O corpo de Adão morreu aos 930 anos "E foram todos os dias que Adão viveu, novecentos e trinta anos, e morreu." (Gênesis 5 : 5) e a morte da alma é instantaneamente após a do corpo, após o corpo morrer a alma vai direto ao inferno para sofrer grande atormento eterno em chama de fogo que nunca se apaga.

Vamos ver o significado de morte:
Morte significa desligamento, uma separação entre dois ou mais elementos.
Sendo a morte para o homem, não a sua inexistência, mas o seu desligamento.
A Palavra nos apresenta três mortes;
Primeira morte, a do espírito: não é a inexistência do espírito homem, e sim o desligamento de Deus espiritualmente. Foi o que houve com Adão e Eva quando comeram do fruto proibido.
Segunda morte, a do corpo: é a separação da alma e espirito do homem de seu corpo. Foi o que houve com Adão na idade de 930 anos.
Terceira morte, a da alma: não é a inexistência, e sim sua existência eterna numa separação irreversível do homem para com Deus, estando portando o homem eternamente separado de Deus, sofrendo no inferno.
A morte só passou a fazer parte da vida do homem, quando este pecou, pois Deus estabeleceu o preço, a recompensa pelo pecado, que é a morte. Deus informou Adão disso, Ele disse que se comesse, infringisse a Lei, a ordem de Deus o resultado seria morte: "Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás." (Gênesis 2 : 17);
"Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor." (Romanos 6 : 23).
Agora o pecado e a morte (condenação eterna) passou a fazer parte da vida da humanidade.
Infelizmente o pecado passou e está passando para toda a pessoa que vem ao mundo, este fato ocorre já na formação do feto no ventre da mulher "Eis que em iniquidade (pecado) fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe." (Salmos 51 : 5), iniquidade= pecado
"Qualquer que comete pecado, também comete iniquidade; porque o pecado é iniquidade." (I João 3 : 4).
Todo o homem herda o pecado de Adão desde a sua formação, então, somos todos pecadores, nascidos pecadores e morremos pecadores.
"Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram." (Romanos 5 : 12);
Assim, portanto todos os homens estando com o pecado, eles também irão ter de pagar o preço destes pecados e os que cometem no decorrer de suas vidas, que é a morte (morte = condenação eterna).
Após Adão, nenhum homem nasce tendo uma comunhão com Deus (espiritualmente ligado), todos nascem desligados de Deus (mortos para Deus), porque após Adão os homens passaram a nascer já com o pecado em si, portanto não é possível Deus ter contato o homem (Ele é Santo, Santo, Santo) "Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;" (Romanos 3 : 23); Todos nós nascemos mortos para Deus pelo fato de nascermos pecadores;
"E VOS vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados...Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos)," (Efésios 2 : 1 e 5); todos nascemos destinados ao inferno. A Bíblia nos relata de um fato verídico de um homem que morreu e foi ao inferno (hades, em Grego) que o próprio Deus encarnado (Jesus Cristo) falou, (pois Ele está em todos os lugares “Onipresente” e tudo sabe “Onisciente” tudo vê) "Ora, havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias regalada e esplendidamente. Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele; E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas. E aconteceu que o mendigo morreu, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico, e foi sepultado. E no inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lázaro no seu seio. E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e manda a Lázaro, que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama. Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro somente males; e agora este é consolado e tu atormentado. E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá passar para cá."(Lucas 16-19,28). Assim como este homem foi para o inferno, nós (ímpios, pecadores) todos estamos destinados a ir também
"Os ímpios serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus." (Salmos 9 : 17).
O homem herdando o pecado de Adão pela fecundação e desenvolvimento do feto e o homem sendo concebido estando com este, passa a ter uma vida pecaminosa, pecados sendo cometidos com muitíssima frequência que não se pode ser cessado, pois est é ágora a natureza do homem, pecador. Os pecados são cometidos porque surgem do interior do homem, do seu coração;
"Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, Os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem." (Marcos 7 : 21,23)
O homem peca porque ele é pecador, e não é pecador porque comete pecado. Exemplo: o fruto laranja é dado porque a árvore é uma laranjeira e a árvore não vira laranjeira porque deu um fruto laranja, assim é a ilustração que Deus nos deu em relação ao homem que comete pecado (produz fruto mal) e por este fato é lançado ao inferno; "Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo." (Mateus 7 : 17,19).
Adão e Eva antes de pecarem tinham por natureza uma vida santa e pura, mas após pecarem passaram a ter uma vida totalmente diferente, agora pecaminosa e todos os homens nasceram, nascem e nascerão com esta natureza, e somos vistos por Deus com injustos, ímpios (sem piedade), não fazemos o bem, imundos, inúteis e etc., por causa do pecado em nós; "Pois quê? Somos nós mais excelentes? De maneira nenhuma, pois já dantes demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado; Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só. A sua garganta é um sepulcro aberto; Com as suas línguas tratam enganosamente; Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios; Cuja boca está cheia de maldição e amargura. Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. Em seus caminhos há destruição e miséria; E não conheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos. Ora, nós sabemos que tudo o que a lei diz, aos que estão debaixo da lei o diz, para que toda a boca esteja fechada e todo o mundo seja condenável diante de Deus. Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado."(Romanos 3 : 9,20);
"Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades como um vento nos arrebatam" (Isaias 64 : 6).

Acompanhamos então, o que a Palavra fala sobre a natureza pecaminosa do homem.
Caso você se interessar por mais exposições sobre este caso ou estiver dúvida, deixe uma solicitação.

Postagem anterior

Próxima postagem

Vide Introdução

0 comentários:

Postar um comentário